Gestão da liderança

a tecnologia digital de informação por meio do ensino híbrido com uso das metodologias ativas

Autores

Palavras-chave:

Liderança , Metodologias ativas , Ensino híbrido , Power skills

Resumo

Com o advento das transformações sociais e tecnológicas das últimas décadas, há a necessidade do aprimoramento das competências de liderança. O presente trabalho busca compreender esse cenário pela ótica da gestão da liderança. O objetivo geral é analisar a viabilidade da tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC) no uso do ensino híbrido por meio das metodologias ativas para a formação de líderes, tendo, como objetivos específicos: (i) realizar uma pesquisa bibliográfica sistemática com critérios pré-definidos; (ii) discutir os resultados da pesquisa bibliográfica à luz das teorias da Administração mais recentes; e (iii) propor as competências necessárias para a formação interdisciplinar da nova geração de líderes conforme as proposições apreendidas na pesquisa bibliográfica. Para tanto, a fundamentação teórica aplicada parte de uma linha interdisciplinar entre especialistas da Administração e da Educação, respeitando a epistemologia de cada área. Metodologicamente, realiza-se uma pesquisa de abordagem qualitativa de caráter descritivo e exploratório. A técnica adotada foi a pesquisa bibliográfica, uma vez que se observa a diminuta presença de estudos de revisão sistemática acerca do referido tema na perspectiva da liderança, com o uso de TDICs por meio do ensino híbrido e das metodologias ativas na formação de novos líderes. A amostra de publicações selecionadas é definida pelos seguintes critérios previamente aplicados: (a) tema: a publicação deve estar relacionada ao tema da liderança; (b) temporalidade: o material bibliográfico deve ter sido publicado nos últimos cinco anos (2017-2021); (c) autoridade: a autoria da publicação deve atender a, pelo menos, um desses requisitos: ser especialistas da área (autoria com mais de três publicações no mesmo tema), formação qualificada (título de doutorado), pesquisa de inicial (mestres ou especialistas no tema) e outros (publicações indicadas e de relevância para a própria comunidade acadêmica). Depois de aplicados esses critérios, foram selecionadas 70 publicações. Estas foram, então, analisadas por três parâmetros diferentes, a saber: (i) relevância: citações que a publicação possui no Google Acadêmico (índice h), medindo as que possuem mais citações; (ii) tipo de proposição para área: diferenciando as publicações que são de caráter teórico (isto é, pesquisas de base) das que são empíricas (ou seja, pesquisas aplicadas); e (iii) uso de metodologias ativas: compreender quais publicações fazem referência às metodologias ativas no campo da formação continuada corporativa e quais não o fazem. Em seguida, fez-se a análise dos resultados obtidos a fim de se encontrar correlações entre os três critérios adotados e a tríade dos parâmetros. Com esse exame, foi possível realizar, por meio de levantamento bibliográfico, as competências desenvolvidas nas 70 publicações: cognitivas, com 37,14%, interpessoais, com 28,57%, notando a importância de desenvolver competências power skills com habilidades que superem as soft skills e hard skills, considerando a flexibilidade que associa tanto aspectos tradicionais da área quanto habilidades socioemocionais. As competências pessoais e educacionais somam 18,57% e nota-se a fragilidade na aplicação, com os percentuais encontrados: organizacionais com 8,57% e profissionais com 7,14%. Para estudos ulteriores, recomenda-se aplicar essas competências in loco para se observar sua efetividade.

Biografia do Autor

Msc. Rebecca Bignardi Arambasic Rebelo da Silva , Universidade de Santo Amaro - UNISA

Rebecca Arambasic, uma renomada líder no campo da educação e tecnologia, tem desempenhado um papel fundamental na evolução do ensino tecnológico no Brasil. Distingue-se como a primeira mulher em 15 anos a assumir a posição de Diretora Geral da Fatec Zona Sul, um marco que simboliza sua liderança eficaz e visão estratégica no setor educacional.

No Centro Paula Souza desde 2005, Rebecca tem sido instrumental na capacitação de talentos universitários e colaboradores, integrando tecnologia e educação para enfrentar desafios contemporâneos. Sua atuação inovadora na INOVA CPS tem promovido avanços significativos, consolidando o papel da instituição na vanguarda da educação tecnológica.

Além de sua carreira administrativa e acadêmica, Rebecca é também autora no campo da liderança, tendo contribuído para a literatura especializada com o livro "Liderança 5.0". Esta obra reflete sua compreensão profunda dos desafios e oportunidades na interseção entre liderança e a nova era digital, reforçando sua posição como uma voz influente no tema.

Rebecca tem forjado parcerias estratégicas com grandes nomes do setor tecnológico, como SAP, Salesforce, Microsoft e AWS, o que tem melhorado significativamente as oportunidades de emprego para estudantes, unindo a educação à transformação digital.

Ela é doutoranda em Engenharia Elétrica e Computação e possui mestrados em Ciências Humanas e Liderança, além de um MBA em Liderança Estratégica Organizacional pela UNISA e um bacharelado em Análise de Sistemas pela UNIP. Sua sólida base acadêmica destaca seu compromisso com a educação contínua e a excelência.

Rebecca é a força motriz por trás das Jornadas de Soluções Tecnológicas e Hackathons desde 2012, eventos que se tornaram referência para a inovação e o aprendizado prático na área.

Em sua vida pessoal, como mãe e esposa, Rebecca equilibra suas responsabilidades familiares com sua carreira profissional, demonstrando que é possível alcançar a excelência tanto no âmbito pessoal quanto no profissional. Sua trajetória é um testemunho de sua habilidade em liderança, conhecimento técnico e comprometimento com o avanço da educação e tecnologia.

Dra. Patrícia Margarida Farias Coelho, Universidade de Santo Amaro - UNISA

Possui graduação em Letras (Português/Inglês) (1995) e em Pedagogia (2016). Possui (i) Especialização em Didática da Língua Portuguesa no Ensino Superior pela Faculdade de Ciências e Letras de Bragança Paulista (1997), (ii) especialização em Neuropsicopedagogia (2019) e (iii) especialização em Educação Inclusiva (2020) ambas pela Faculdade Unificada do Estado de São Paulo (FAUESP). É Mestra em Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2007). Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2010). Doutora Honorís Causa pelo "El Centro de Asesoría Profesional Paulo Freire y La Asociaón de Educadores de Latiniamérica y el Caribe. Possui Pós-Doutorado pelo (i) Programa de Pós-Graduação em Tecnologias da Inteligência e Design Digital da PUC-SP com bolsa FAPESP, (ii) Pós-Doutora em Comunicação Digital pela Universidade de Murcia, (iii) Pós-Doutorado em Comunicação Digital pela Universitat Autonoma de Barcelona, (iv) Pós-Doutorado no Programa de Educação e Currículo, (v) Pós-doutorado em Comunicação e Consumo na Universidade de Sevilha e (vi) Pós-doutorado em Comunicação na Universidade de Cadiz (Espanha). Atuou como professora visitante na Universidade Pompeu Fabra em Barcelona - Espanha e na Universitat de VIC/Espanha de 2012 até 2014. Atualmente é coordenadora e professora permanente no Programa de Mestrado em Ciências Humanas (UNISA desde 2020 - 40 horas semanais) e professora permanente no Programa de Mestrado e Doutorado em Educação da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP desde 2018 - 20 horas semanais). Foi professora permanente (20 horas) no Programa de Mestrado em Educação, Subjetividade e Psicanálise na Universidade Ibirapuera (UNIB de 2019-2020). Foi professora titular no Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas na Universidade Santo Amaro (UNISA) e coordenadora da Relações Internacionais da mesma Instituição (2016 - 2018) e Professora colaboradora no Curso de Mestrado Profissional em "Educação e Novas Tecnologias" da UNINTER desde 2016-2017. Professora Visitante Permanente na Universidade de Santander - Colômbia e no Programa de Pós-Graduação na Universidade de Guadalajara. No ano de 2022 recebeu a bolsa de "Mobilidade Brasil-Espanha" da Fundação Carolina. Membro da Academia Contemporânea de Letras cadeira número 28 cujo o patrono é Monteiro Lobato. Teve Projeto de Pesquisa intitulado "Formação de Professores e Tecnologias digitais aplicada a Educação" financiado pela FAPESP -Processo Número: 2018/07133-0. Projetos de Pesquisa em andamento: (i) Chamada CNPq/MCTI/FNDCT No 18/2021 - Faixa A - Grupos Emergentes. DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS DIGITAIS EM PROFESSORES E ESTUDANTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA E SUPERIOR. Processo: 408676/2021-3 duração 36 meses Início 2021 e (ii) Edital de Seleção Emergencial IV CAPES - Impactos da Pandemia DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS DIGITAIS NA EDUCAÇÃO BÁSICA E SUPERIOR - duração 48 meses Início 2021.É coordenadora dos Cursos de Lato Sensu na Universidade Metodista de São Paulo: Educação Especial e Inclusiva e Gestão em Educação: Direção e Coordenação.Foi aprovada em 2009 no Concurso para Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e no ano de 2010 foi aprovada no Concurso para professor Adjunto da Universidade Federal de Goiás, conforme edital n 092/2009 para a área de publicidade e propaganda.oi aprovada em 2009 na Prova Escrita e na Prova Didática, no Concurso para Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, para a Disciplina de "Semiótica Aplicada a Linguagem Publicitária" e no ano de 2010. Tem experiência na área de Comunicação, Mídias Digitais e Tecnologias, Educomunicação e Linguística, com ênfase em Semiótica Francesa.

Referências

ALABY, J. A. O poeta e o executivo: uma leitura poética da práxis de liderança. Atibaia: Ébano, 2006.

ALBIDEWI, I. E-leadership system: a futuristic vision. International Journal of Business and Management Review, v. 2, n. 2, p. 91-101, 2014. Disponível em: http://www.eajournals.org/wp-content/uploads/E-Leadership-System-A-Futuristic-Vision.pdf. Acesso em: 20 out. 2022.

ALDRICH, C. Learning online with games, simulations, and virtual worlds: strategies for online instruction. [S. l.]: Jossey-Bass, 2009.

ANDRÉ, M. E. D. A. O que é um estudo de caso qualitativo em educação?. Revista da FAEEBA, Salvador, v. 22, n. 40, p. 95-103, 2019. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/7441. Acesso em: 15 out. 2022.

ANTONAKIS, J. Transformational and charismatic leaderships. In: DAY, David V.; ANTONAKIS, J. (ed.). The nature of leadership. 2. ed. [S. I.]: Sage, 2012. p. 256–288.

AVOLIO, B. J. Full range leadership development. 2. ed. [S. I.]: Sage, 2010.

AVOLIO, B. J; KAHAI, S.; DODGE, G. E. E-leadership: implications for theory, research, and practice. The Leadership Quarterly, 11(4), 2000, 615–668. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S1048-9843(00)00062-X. Acesso em: 12 nov. 2022.

BACICH, L.; TANZI NETO, A.; TREVISANI, F. M. Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

BAIÃO, A. L.; COUTO, C. G.; JUCÁ, I. C. A execução das emendas orçamentárias individuais: papel de ministros, cargos de liderança e normas fiscais. Revista Brasileira de Ciência Política, p. 47–86, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0103-335220182502. Acesso em: 12 nov. 2022.

BASS, B. M. Leadership and performance beyond expectations. New York: Free, 1985.

BASS, B. M.; RIGGIO, R. E. Transformational leadership. 2. ed. [S. I.]: Lawrence Erlbaum, 2006.

BASS, B. M.; STEIDLMEIER, P. Ethics, character, and authentic transformational leadership behavior. The Leadership Quarterly, v. 10, n. 2, p. 181-217, 1999. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S1048-9843(99)00016-8. Acesso em: 12 nov. 2022.

BATESON, G. Steps to an ecology of mind: collected essays in anthropology, psychiatry, evolution, and epistemology. University of Chicago, 2000.

BELLONI, M. L. Educação a distância. 3. ed. Campinas: Autores Associados, 2015.

BENNIS, W.; NANUS, B. Líderes: estratégias para assumir a verdadeira liderança. São Paulo: Harbra, 1988.

BLAKE, R. R; MOUTON, J. S. Managerial grid: leadership styles for achieving production through people. [S. I.]: Gulf, 1966.

BLANCHARD, K.; COSTA, F. A. Liderança de alto nível: como criar e liderar organizações de alto desempenho. Porto Alegre: Bookman, 2019.

BURNS, J. M. Leadership. [S. I.]: Harper Collins, 1978.

CAMPOS, M. L. A. O papel das definições na pesquisa em ontologia. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 15, p. 220–238, 2010.

CHAUÍ, M. Convite à filosofia. 14. ed. São Paulo: Ática, 2019.

CHIAVENATTO, I. Introdução à teoria geral da administração. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2020.

COELHO, P. M. F.; COSTA, M. R. M. Contribuições interdisciplinares da semiótica francesa e dos estudos bakhtinianos para as novas mídias: estudo da página informativo-persuasiva do game world of warcraft. Revista Razón y Palabra, 20(93), 512-530, 2016. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/1995/199545660032.pdf. Acesso em: 15 out. 2022.

COLLINS, J. Empresas feitas para vencer. Rio de Janeiro: Alta, 2018.

CRESWELL, J. W.; CRESWELL, J. D. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 5. ed. Porto Alegre: Penso, 2021.

DAFT, R. The leadership experience. 6. ed. Boston: Cengage, 2014.

EBOLI, M. Educação corporativa no Brasil: mitos e verdades. São Paulo: Gente, 2014.

ETZIONI, A. Organizações modernas. 8. ed. São Paulo: Thomson Pioneira, 1967.

FILATRO, A. Di 4.0: inovação na educação corporativa. São Paulo: Saraiva, 2019.

FILATRO, A. Data science na educação: presencial, a distância e corporativa. São Paulo: Saraiva, 2020.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2021.

GODOY, M. T. T.; MENDONÇA, H. Competência Adaptativa: um estudo sobre a influência da autodeterminação e da liderança transformacional. Cadernos EBAPE, v. 18, p. 742-756, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1679-395120190147. Acesso em: 12 nov. 2022.

GREENE, R. As 48 leis do poder: projeto de Joost Elffers. Rio de Janeiro: Rocco, 2021.

GREENLEAF, R. K.; MARINHO, R. Liderança servidora.São Paulo: CBEL, 2021.

GRUBER, T. What is an ontology?. [S. l.: s. n.], 2005.

GUIMARÃES, M.; FERREIRA, M. C.; PEREIRA, M. Evidências iniciais de validade da escala de liderança virtuosa. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 36, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1982-0275201936e170101. Acesso em: 12 nov. 2022.

HERSEY, P.; BLANCHARD, K. H. Psicologia para administradores: teoria e as técnicas da liderança situacional. São Paulo: EPU, 1992.

HERSEY, P.; BLANCHARD, K. H.; JOHNSON D. Management of organizational behavior: leading human resources. 10. ed. London: Pearson, 2012.

HORN, M. B.; STACKER, H. Blended: usando a inovação disruptiva para aprimorar a educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

HUNTER, J. C. Como se tornar um líder servidor. Rio de Janeiro: Sextante, 2006.

KOUZES, J. M.; POSNER, B. Z. O desafio da liderança: como fazer acontecer em sua empresa. 6. ed. Rio de Janeiro: Alta, 2020.

LAMBERT, C. A., L., P., R., P., V. Das competências de uso das tecnologias digitais ao exercício pleno da cidadania digital: os casos do Alentejo e do País Basco. Revista de Educação a Distância e eLearning, v. 2, n. 1, p. 9–25, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.34627/vol2iss1pp9-25. Acesso em: 12 nov. 2022.

LEME, R. Gestão por competências no setor público. Rio de Janeiro: Quality Mark, 2011.

LEME, R. Avaliação de desempenho com foco em competência. 2. ed. Rio de Janeiro: Quality Mark, 2019.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio de Janeiro: 34, 2010.

LUIZ, V. (org.). Aprendizagem por meio de projetos: dicas práticas para desenvolver projetos em sala de aula. São Paulo: ALL, 2022.

MADRUGA, R. Treinamento e desenvolvimento com foco em educação corporativa: competências e técnicas de ensino presencial e on-line, fábrica de conteúdo, design instrucional, design thinking e gamefication. São Paulo: Saraiva, 2017.

MAGALDI, S.; NETO, J. S. Liderança disruptiva: habilidades e competências transformadoras para liderar na gestão do amanhã. São Paulo: Gente, 2022.

MAIA, C. (org.). Guia Brasileiro de Educação a Distância 2002/2003. São Paulo: Esfera, 2002.

MAIA, C. ead.br: experiências inovadoras em educação a distância no Brasil. São Paulo: Anhembi Morumbi, 2003.

MAIA, C.; MATTAR, J. ABC da EAD: a educação a distância hoje. São Paulo: Pearson, 2007.

MAQUIAVEL, N. O Príncipe. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

MARINHO, R. M.; GOLDSMITH, M. l. Leadership legacy: chance or choice? Stories and ideas for developing your own legacy. [S. I.]: Global Learning, 2018.

MARTINS, H.; SILVA, M. M. Transformação digital, dimensões organizacionais e societais. Cadernos de Investigação, Porto: FCT, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.26537/NE7D-VF69. Acesso em: 10 out. 2022.

MATTAR, J. Metodologias ativas para a educação presencial blended e a distância. São Paulo: Artesanato, 2017.

MATTAR, J.; RAMOS, D. K. Metodologia da pesquisa em educação: abordagens qualitativas, quantitativas e mistas. São Paulo: Almedina, 2021.

MAXWELL, J. C. As 17 incontestáveis leis do trabalho em equipe: descubra os segredos para o desenvolvimento de equipes vencedoras. São Paulo: Thomas Nelson, 2016.

MELLO, S. P. T. et al. Produção científica brasileira sobre competências e gestão por competências: uma análise bibliométrica. Revista Espacios. v. 37, n. 21, p. 25, 2016. Disponível em: < https://www.revistaespacios.com/a16v37n21/16372125.html> Acesso em: 04 nov. 2022.

MELLO, C. M.; MARTINS, W. Metodologias da pesquisa no direito. Salvador: Processo, 2022.

MIGUELES, C.; ZANINI, M. T. Liderança baseada em valores. São Paulo: Elsevier, 2009.

MOURA, K.; ALMEIDA, G. Competências de um líder. Belo Horizonte: Encantarh, 2016.

MUSSAK, E. Metacompetência: uma nova visão do trabalho e da realização pessoal. São Paulo: Gente, 2003.

MUZZIO, H. Indivíduo, liderança e cultura: evidências de uma gestão da criatividade. Revista de Administração Contemporânea, v. 21, p. 107–124, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2017160039. Acesso em: 12 nov. 2022.

OLIVEIRA. J. F. Tic: Tecnologia da Informação e da Comunicação. São Paulo: Érica, 2007.

OLIVEIRA, J. F. (org.). Liderança: uma questão de competência. São Paulo: Saraiva, 2017.

PEREIRA, C. Sustentabilidade e captação de recursos: na educação superior no Brasil. São Paulo: Saraiva, 2012.

PERRENOUD, P. et al. Formando professores profissionais: quais estratégias? quais competências?. São Paulo: Artmed, 2001.

PERRENOUD, P. Construir as competências desde a escola. São Paulo: Artmed, 2013.

PERRENOUD, P. et al. Desenvolver competências ou ensinar saberes?: a escola que prepara para a vida. São Paulo: Penso, 2013.

PESSOA, C. I. P. et al. Liderança transformacional e a eficácia grupal: o papel mediador dos comportamentos de suporte. Estudos de psicologia, Campinas, v. 35, p. 15–28, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1982-02752018000100003. Acesso em: 12 nov. 2022.

PREE, M. Liderança: saiba despertar o melhor de cada um em proveito de toda a organização. São Paulo: Futura, 1998.

PREE, M. Liderar é uma arte. São Paulo: Nova Cultural, 2000.

QUINN, R. E. Competências gerenciais: abordagem de valores, concorrentes na gestão. 5. ed. Rio de Janeiro: Alta, 2018.

REZENDE, D. A. et al. Profissão líder: desafios e perspectivas. São Paulo: Saraiva, 2017.

RICARDO, E. J. (org.). Educação corporativa e educação a distância. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2005.

RICARDO, E. J. Gestão da educação corporativa. Rio de Janeiro: Pearson, 2006.

ROSENBERG, M. J. E-learning. São Paulo: Makron, 2002.

ROSINI, A. M. As novas tecnologias da informação e a educação a distância. São Paulo: Cengage, 2013.

SENGE, P. M. A quinta disciplina: arte e prática da organização. 38. ed. São Paulo: Best Seller, 2013.

SILVA, S. P. et al. Dispositivos de poder/saber em Michel Foucault: Biopolítica, corpo e subjetividade. São Paulo: Intermeios; Goiânia: UFG; 2015.

ZACKIEWICZ, M. (org.). Metodologias ativas: relatos de experiências do Centro Paula Souza. Jundiaí: Brasil Fibra, 2019. v. 1.

SIMONDON, G.; RIBEIRO, V. Do modo de existência dos objetos técnicos. São Paulo: Contraponto, 2020.

TIFFIN, J.; RAJASINGHAM, L. A universidade virtual e global. Porto Alegre: Artmed, 2006.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 16. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

VIEIRA, S. Como elaborar questionários. São Paulo: Atlas, 2009.

WHEATLEY, M. J. Liderança e a nova ciência. 2. ed. São Paulo: Cultrix, 2016.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Bookman. Porto Alegre, 2014.

ZABALA, A.; ARNAU, L. Como aprender e ensinar competências. Porto Alegre: Artmed, 2010.

ZABALA, A.; ARNAU, L.; CORSO, L. V. Métodos para ensinar competências. Porto Alegre: Penso, 2020.

ZABOT, J. B. M.; SILVA, L. C. M. Gestão do conhecimento: aprendizagem e tecnologia construindo a inteligência coletiva. São Paulo: Atlas, 2002.

Downloads

Publicado

2023-12-14

Como Citar

BIGNARDI ARAMBASIC REBELO DA SILVA, R.; FARIAS COELHO, P. M. Gestão da liderança: a tecnologia digital de informação por meio do ensino híbrido com uso das metodologias ativas. VEREDAS - Revista Interdisciplinar de Humanidades, [S. l.], v. 6, n. 12, p. 208-209, 2023. Disponível em: //periodicos.unisa.br/index.php/veredas/article/view/535. Acesso em: 28 fev. 2024.